you're reading...
Vancouver, Viagens

Narrativa de uma sonho – Parte 1


A contagem regressiva acabou. Agora sim posso dizer… FÉRIAS!!!

Então meus amigos. Conforme prometido estou eu aqui novamente e tentarei passar alguma das coisas que estou vivenciando por aqui. Alguns de vocês já devem ter vindo para essas bandas de cá, mas quem não veio, esse texto pode servir de motivação… E quem já veio, pode relembrar, diante de uma outra visão, o que viveu por aqui.

Hoje falarei sobre a viagem. Tirando a motivação de ser uma viagem internacional, tinha tudo para ser extremamente cansativa, como realmente foi. Saí de São Paulo às 23h. O vôo deu uma atrasada por conta de alguém que creio eu passou mal dentro do avião. Não sei contar ao certo o que houve, mas do nada apareceu uma ambulância na pista e subiram os paramédicos. Bem, se tinha ou não alguém passando mal, resolveram o assunto e levantamos vôo.

Dentro do avião, a preparação para enfrentar as 11 horas de vôo que separam São Paulo de Toronto. Após o avião entrar em rota de cruzeiro começa o serviço de bordo. Aquela comida de sempre de avião. Nunca dá para matar a fome, porém não deixe que ela incomode até você dormir. Dormir… Essa é outra questão. De que jeito. A tal da poltrona não abaixa mais do que alguns graus e dormir tem que ser sentado mesmo, mas fazer o quê. Relaxar e tentar, literalmente dormir. Para ajudar fiquei escolhendo o que eu queria assistir na TV… É… É isso aí. Nesse vôo cada passageiro tinha a sua tela portátil de LCD fixada no encosto de cabeça da poltrona da frente e assim sucessivamente. No “cardápio” havia filmes, seriados de TV, Notícias, Esportes, músicas de diversos artistas e etc. Não deu prá olhar tudo porque o sono tava chegando. Mas deu tempo para assistir ao filme Beowulf. Diga-se de passagem, um excelente filme. Consegui cochilar e acordar pouco antes de servirem o café da manhã e de novo a mesma forma. Sem se satisfazer, porém sem deixar a fome bater forte.

Pousamos em Toronto. Neve prá tudo o que é lado no aeroporto. Do lado de fora, claro. Do lado de dentro tava tão quente que não precisei tirar de casaco. Mas dava prá imaginar o frio do lado de fora. Pois bem. Cheguei com tempo de sobra para a conexão e a passagem pela alfândega. Entrevista com um agente, mais um e mais outro e finalmente estou no saguão aguardando o vôo para Vancouver. Essa brincadeira deve ter demorado umas 3 horas até o avião levantar vôo. Já contabilizei 14 horas de viagem. Avião decola e preparação mental para mais 4 horas aproximadamente até Vancouver. No avião, a mesma estrutura de TV. Já na parte de alimentação, se quisesse comer, só pagando. Oferecido pela companhia só refrigerante, suco e etc. Comprei um sanduíche, que não me lembro o nome, mas deveria para nunca mais pedir novamente e ainda nem indicar a vocês. Mas no vôo de volta pego o nome do danado. A questão era que ele não era ruim, mas tinha uma folha que parecia aquela raiz forte (wasabi), da culinária japonesa. E tinha muito. Pense comer alguma coisa com meia colher dessa raiz? Era mais ou menos isso, mas eu tava com fome, fazer o quê. Mandei prá dentro. O bom é que as narinas ficaram excelentes depois disso. hehehe

Finalmente, chegada a Vancouver. Pego minha bagagem boto num taxi rumo à minha nova casa. Chego caindo de cansaço, sou recepcionado pela família dona da casa que me apresenta o quarto de vos escrevo, as demais dependências da casa, as regras e horários que preciso seguir. Falando assim parece chato e rígido, mas não é. É bem tranqüilo. É como se estivesse em um hotel, porém podendo comer na mesma mesa e conversar diariamente com os donos. Resumindo é mais ou menos isso.

Subi para o quarto, desfiz a mala, após saber que na casa tem acesso wireless (espetáculo) conectei meu micro para falar com a família e fiz questão de não descansar, pois por conta do fuso precisava me acostumar o quanto antes com isso. Aqui são 5 horas a menos que no Brasil. Para ter uma idéia mais precisa, aqui agora são 22h30 e no Brasil 3h30 da manhã. Pouco tempo depois John, o dono da casa, me chamou para dar uma volta pelo bairro, onde me mostraria o local, compraríamos os tickets para o ônibus e onde eu iria pegá-lo para poder chegar à escola. Praticamente um mini tour pelo bairro. Nessa caminhada já deu prá perceber a grande diferença em relação ao Brasil. Uma imensa tranqüilidade e tudo com uma organização só. Todas as ruas sinalizadas e a sinalização sendo respeitada. Isso em pleno domingo com as ruas praticamente desertas.

Voltando para a casa, chegou a hora do jantar. Macarrão ao molho bolognesa… Não preciso dizer que estou em casa, preciso? hehehe
Depois de comer… Descanso, porque além de eu não ser de ferro, estava quase dormindo sentado e dessa vez nem iria reclamar.

19h30 da noite… O Ed foi dormir…

Hoje, fico por aqui também, mas aguardem a próxima narrativa. Contarei um pouco do que foi meu dia no ônibus, na escola e perambulando pelas ruas de Vancouver.

Um grande abraço a todos e espero que tenham curtido tanto quanto eu esse início de viagem.

Edwagney
Ps: Os personagens da foto que ilustra a narrativa de hoje são: John(anfitrião), Penny(cachorro da casa vizinha) e Eu! 😀

Anúncios

Sobre Edwagney Luz

Consultor em Tecnologia da Informação. Especialista em Qualidade e Teste de Software. Empreendedor, Pesquisador, Professor e Palestrante. Sócio na Qualyx Educação e Tecnologia. Head em Qualidade e Teste de Software no UBS Brasil. Graduado em Ciência da Computação pela PUC Goiás. Pós-graduado em Engenharia de Software pela Unicamp, Gerenciamento de Sistema de Informação pela PUC Campinas. MBA em Gestão da Tecnologia da Informação pela FIA-USP. Assuntos de interesse: Administração e Negócios, Empreendedorismo, Liderança e Gestão de Pessoas, Planejamento Estratégico, Governança de TI, Auto-Conhecimento, Coaching.

Discussão

9 comentários sobre “Narrativa de uma sonho – Parte 1

  1. Eita…. vc tinha falado do avião, mas não com detalhes… chique hein?!
    Vc precisa contar mais sobre os moradores da sua “nova” casa… a curiosidade do povo daqui é tanta que já pensei num monte de pergunta pra te fazer, mas como tá só no início do seu “sonho”… vou te dar um descanso… vou deixar acumular e te sufocar com elas depois…rsrs

    Fique com Deus… beijos…

    Curtir

    Publicado por Katia | fevereiro 19, 2008, 08:40
  2. Muito legal Ed. Quando tiver um tempinho coloca mais fotos. E aproveita bastante ai.
    Abs,
    MM

    Curtir

    Publicado por Marcelo Minutti | fevereiro 19, 2008, 09:14
  3. Grande Ed!

    Estamos aqui acompanhando sua aventura!

    Cara, Canadá tem de ter fotos dessas paisagens maravilhosas! Portanto, pode comprar mais um cartão ai pra caber as fotos 😀

    Tenho certeza que sua viagem será inesquecível, e estaremos aqui torcendo por você.

    Grande abraço!

    Curtir

    Publicado por Leo | fevereiro 19, 2008, 09:20
  4. É isto aí meu amigo, aproveite bastante esta rotina do dia a dia, procure “pensar” tudo em ingles, inclusive falar as pequenas coisas em ingles, como os utensilios da casa, os objetos pessoais, etc.. Aproveite muito este tempo, MAS sem stress e com muito bom humor… Vá postando as fotos… Queremos fotos!!!! Além dos relatos é claro..
    E o frio? Vc nem comentou. Ta tudo tranquilo com a temperatura?

    Beijo grande e abraço bem apertado.
    Paty

    Curtir

    Publicado por Paty | fevereiro 19, 2008, 09:59
  5. Oi Edy. Sabe que essa história da ambulância no aeroporto é bem familiar *rs…
    Que bom que já iniciou um pequeno city tour por ai 🙂
    Gostei da foto tb. Publique mais fotos. Que cachorro mais lindo, hein?
    Beijão e estou te acompanhando 🙂

    Curtir

    Publicado por Adriane Maia | fevereiro 19, 2008, 10:00
  6. AEEEEEEEEEE ED!

    Eu adoro Wasabi! Traz um sanduba desses pra mim!!!!! hauahuahauha

    Abração!

    Nelson

    Curtir

    Publicado por Anonymous | fevereiro 20, 2008, 00:33
  7. Oi Ed….fiquei sabendo da sua viagem pela Gi e agora pelo seu blog.
    Curta bastante este momento ai, adquirindo cada dia mais novas experiências.
    Ah, a festa a fantasia é dia 12/04….vê se desta vez não nos de um bolo viu!!!
    Beijão da amiga sumida.

    Curtir

    Publicado por Lauren | fevereiro 21, 2008, 10:03
  8. Humm, que homem que tá chique hiem,hehehe.
    Olha a curiosidade é muito grande e coloque mais fotos e diga tem mulher na casa que vc tá? Se for a dona da casa sem problemas, heheheh caso não,hehhe ai ai viu,hehhe.
    Tou com muita saudade de vc meu amor…bjos e se cuida ok.
    Te adoro…

    Curtir

    Publicado por Leila | fevereiro 22, 2008, 02:56
  9. Ed… Estou adorando o diário de uma viagem ao Canadá… Sempre tive vontade de conhecer, mas agora aumentou muito mais…
    Vou ler mais! rs

    Bjos e aproveita… sempre que der entra no msn pra tc um pouco.

    Saudades
    Se cuida
    bjos

    Curtir

    Publicado por Penelope | fevereiro 22, 2008, 21:56

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Autor


Consultor em Tecnologia da Informação. Especialista em Qualidade e Teste de Software. Empreendedor, Pesquisador, Professor, Palestrante. Sócio na Qualyx Educação e Tecnologia. Head em Qualidade e Teste de Software no UBS Brasil. Graduado em Ciência da Computação pela PUC Goiás. Pós-graduado em Engenharia de Software pela Unicamp, Gerenciamento de Sistema de Informação pela PUC Campinas. MBA em Gestão da Tecnologia da Informação pela FIA-USP.

Assuntos de interesse: Administração e Negócios, Empreendedorismo, Liderança e Gestão de Pessoas, Planejamento Estratégico, Governança de TI, Auto-Conhecimento, Coaching.

Artigos

fevereiro 2008
S T Q Q S S D
« dez   mar »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
2526272829  

Twitter

Follow Edwagney Luz on WordPress.com
Anúncios
%d blogueiros gostam disto: