Uma mensagem mais do que especial…

DSCN5934 Hoje fazem 3 anos do dia em que tive a pior notícia da minha vida até o momento. O dia que recebi a notícia de que não poderia mais abraçar meu pai, como abraçava antes, que não poderia vê-lo da forma como via antes, que não teria mais a chance de irmos juntos pescar… O dia que recebi a notícia de que ele partiu.

Dois dias antes, acabava de completar um ano a mais de vida. Vida que dois dias depois chegaria ao fim.

Escrevo este post como forma de homenagem à pessoa e ao pai que ele foi enquanto esteve conosco. Junta-se à diversas que eu, meus irmãos e minha mãe fizemos a ele em vida. Infelizmente fisicamente ele não está mais aqui, mas espero que no lugar que esteja, receba esta mensagem como forma de agradecimento por tudo o que ele nos fez.

Saudades sim, lembranças, várias. Mas com a certeza de que ele está em boas mãos, esteja onde estiver e que um dia, irei encontrar-te novamente.

Pai,

Obrigado por ter-me concebido com amor.
Obrigado por ter levado mamãe e eu até a maternidade e termos chegados em segurança e inteiros (quase).
Obrigado por acalentar-me nos seus braços.
Obrigado por ter apanhado no chão, dezenas de vezes, minha colher e tigela.
Obrigado por ter conversado comigo em minha língua nativa, fala de bebê, até que me tornei bilíngüe e aprendi a falar adulto.
Obrigado por ter dito “Papai… Papai… Papai…” um trilhão de vezes, até que compreendi que você estava dizendo seu nome.
Obrigado por ter tirado as minhocas de minha boca quando fomos pescar.
Obrigado por ter marcado no umbral da porta cada centímetro que eu crescia.
Obrigado por conservar a cabeça fria durante meus terríveis dois anos, meus totalmente exaustivos três, meus apavorantes quatro, e…
Obrigado pela espinafração, quando deixei de olhar para os dois lados antes de atravessar a rua.
Obrigado por ter segurado minha mão até eu dormir.
Obrigado pelas horas em que me ouviu recitar interminavelmente a tabuada de multiplicar.
Obrigado por ter sempre rido de minhas piadas, por mais sem graça que elas fossem.
Obrigado por ter respondido sempre à minha pergunta:
– “Já chegamos? “
Obrigado por segurar o assento de minha bicicleta e correr seis quarteirões ao meu lado, no dia em que tirou as rodinha de treinamento.
Obrigado por ter-me ensinado a jogar futebol.
Obrigado por ter repetido o conselho mil vezes.
Obrigado por ter me dito: “Um dia, você vai me agradecer por isto.”
Obrigado por me ensinar a ser criança.
Obrigado por me ensinar o significado da palavra respeito.
Obrigado por me ensinar a ter dignidade e principalmente…
Obrigado por ter me ensinado a ser HOMEM.

Infelizmente, Pai, não tive o tempo necessário para que poder lhe dizer todos esses obrigados. Mas certamente, onde o senhor estiver, sabe que eu e meus irmãos somos enternamente gratos e orgulhosos por sermos SEUS FILHOS!
Seus ensinamentos estarão sempre em nossos corações.
Te Amamos meu Pai!

Edwagney Luz e toda a família que você construiu com extremo carinho!

Muito obrigado!!!

Nota: A mensagem em destaque foi extraída da internet em sites referenciando o dia dos pais, sempre referenciando “autor desconhecido”.

In Memorian

Pai,

Obrigado por ter-me concebido com amor.
Obrigado por ter levado mamãe e eu até a maternidade e termos chegados em segurança e inteiros (quase).
Obrigado por acalentar-me nos seus braços.
Obrigado por ter apanhado no chão, dezenas de vezes, minha colher e tigela.
Obrigado por ter conversado comigo em minha língua nativa, fala de bebê, até que me tornei bilíngüe e aprendi a falar adulto.
Obrigado por ter dito “Papai… Papai… Papai…” um trilhão de vezes, até que compreendi que você estava dizendo seu nome.
Obrigado por ter tirado as minhocas de minha boca quando fomos pescar.
Obrigado por ter marcado no umbral da porta cada centímetro que eu crescia.
Obrigado por conservar a cabeça fria durante meus terríveis dois anos, meus totalmente exaustivos três, meus apavorantes quatro, e…
Obrigado pela espinafração, quando deixei de olhar para os dois lados antes de atravessar a rua.
Obrigado por ter segurado minha mão até eu dormir.
Obrigado pelas horas em que me ouviu recitar interminavelmente a tabuada de multiplicar.
Obrigado por ter sempre rido de minhas piadas, por mais sem graça que elas fossem.
Obrigado por ter respondido sempre à minha pergunta:
– “Já chegamos? “
Obrigado por segurar o assento de minha bicicleta e correr seis quarteirões ao meu lado, no dia em que tirou as rodinha de treinamento.
Obrigado por ter-me ensinado a jogar futebol.
Obrigado por ter repetido o conselho mil vezes.
Obrigado por ter me dito: “Um dia, você vai me agradecer por isto.”
Obrigado por me ensinar a ser criança.
Obrigado por me ensinar o significado da palavra respeito.
Obrigado por me ensinar a ter dignidade e principalmente…
Obrigado por ter me ensinado a ser HOMEM.

Infelizmente, Pai, não tive o tempo necessário para que poder lhe dizer todos esses obrigados. Mas certamente, onde o senhor estiver, sabe que eu e meus irmãos somos enternamente gratos e orgulhosos por sermos SEUS FILHOS!
Seus ensinamentos estarão sempre em nossos corações.
Te Amamos meu Pai!