Uma carta aos meus amigos!

Demorei para começar a escrever esse texto. Um dos motivos foi o acidente aéreo que ocorreu aqui em São Paulo e que tirou a vida de centenas de pessoas. Digo que um dos motivos foi esse pelo fato de eu, dois dias antes ter pousado nesse mesmo aeroporto, nas mesmas condições e em um Airbus320 … Sei que várias pessoas passaram por isso dias antes, mas pensar na hipótese de que poderia ter sido o meu vôo … Me tira o chão dos pés…

Na segunda, sentei nessa mesma cadeira para escrever no blog. Procurava um tema para escrever e me veio à memória um poema de Álvares de Azevedo, chamado “Se eu morresse amanhã”. O romantismo que esse poema possui, em nada reflete o teor do seu título, projetando às vidas perdidas no acidente que ocorreu no dia seguinte em que eu o publiquei em meu blog. Confesso que fiquei perplexo com o que via na TV e quando sentei na cadeira, imaginei escrever sobre isso no blog. Foi quando me lembrei no que havia escrito no dia anterior … Não quis escrever mais sobre isso, até hoje.

Pensei muito sobre isso e sobre como seria a vida daquelas pessoas, caso não ocorresse a tragédia …

Refleti sobre minha vida, meus familiares e amigos. O ser humano apenas começa a dar valor à vida, a partir do momento que passa bem perto de perdê-la. Antes disso, a vida não tem valor, a família e os amigos muito menos … Não passei perto de perder a vida, mas será que isso realmente é verdade? Corremos risco todos os dias, seja no trabalho, seja em casa, porém, ninguém se dá conta de que o amanhã, posdemos não mais estar aqui. E se não estivermos mesmo? Como será? Abraçamos quem queríamos? Beijamos a pessoa que desejamos? Fizemos o que nos deu vontade? ou simplesmente pensamos: “Amanhã eu faço isso …” Está realmente certo de que haverá o amanhã?

Sei que poucas pessoas lêem esse blog, mesmo porque não costumo ficar divulgando. Espero apenas que meus amigos o leiam e saibam o que penso e sinto. E é a vocês, meus amigos, que peço insistentemente : Não deixem suas vidas passarem diante de seus olhos como um filme … Faça parte dela. Deixe também seus amigos fazerem parte dela. A correria do dia-a-dia, as atividades, o trabalho, o dinheiro, o cansaço, nada disso nunca trará de volta o momento feliz em que você possa ter deixado viver se decidisse escolhger esse momento com quem você ama. E esse momento não precisa ser grande … Garanto quer uma conversa de 1 minuto, já valerá a lembrança para uma vida inteira…

Pensem nisso e repensem seus atos…
Eu estou fazendo a minha parte nesse processo!

Um grande beijo a todos vocês!
Do sempre amigo … Ed.

%d blogueiros gostam disto: