you're reading...
Qualidade de Software, Tecnologia, Teste de Software

Uma vírgula, muda tudo!

virgula Caros amigos.

Ao contrário do que muitos pensam, Qualidade de Software vai além da investigação e busca por defeitos em um software. Ela começa na fase de levantamento de requisitos.

De forma análoga, imagine quando você vai comprar um carro. Quais requisitos você pede? o que o carro precisa ter para que você se sinta bem ao comprá-lo? Em software é a mesma coisa… Requisito é aquilo que o cliente deseja receber quando o software ficar pronto. E a qualidade desse software será avaliada pelo cliente, ou seja, estou feliz com o que recebi?

Tá, mas o que isso tem a ver com o título desse post?

Tudo que fazemos surge de um desejo. Depois materializamos esse desejo. Em um projeto de software essa materialização começa na transposição do desejo para o papel e é nesse ponto que os defeitos começam a ser introduzidos nele. Portanto, qualidade de software está intimamente ligado à qualidade do texto que escrevemos para tornar nosso desejo em realidade.

Hoje recebi um e-mail de uma amiga sobre o uso da vírgula. E isso me deu a idéia de levantar uma questão importantíssima e que, sob meu ponto de vista, vejo cada vez mais sendo colocado de lado por muitos profissionais. O Português!

Não existe mais, ou não pode mais existir aquele pensamento de que pessoas ligadas às áreas de exatas não ligarem muito para o Português. Aquele pensamento de que, “isso pra mim não é importante, preciso apenas escrever códigos e fazer o software funcionar.” Esse é um pensamento retrógrado e arcaico. Ou você acha que para escrever um e-mail não precisa conhecer regras de português? Acha que todos os e-mails que escreve pode usar “vc” ao invés de “você”. Pode usar “naum” ao invés de “não”? Pior ainda e é aí que quero chegar, uso da vírgula e concordância.

Não é raro pegar documentos de requisitos onde o uso incorreto da vírgula muda completamente o sentido do texto. E isso para a materialização do desejo, é um tremendo erro que certamente se tornará um defeito grave no futuro, caso não seja identificado nas fases iniciais de um projeto de software.

Portanto, profissionais de qualidade, antes de estudarem técnicas e mais técnicas, irem atrás de certificações, etc, pensem em como está o nível do Português. Pensem na forma como estão escrevendo. Ao contrário do que muitos pensam, muita gente escreve textos gigantescos sem nenhuma, isso mesmo, nenhuma pontuação. Não precisa muito esforço. E-mails é o meio mais comum de disseminação dessa prática. Será preguiça de quem escreve? Talvez seja, mas que é ruim e doído de ler, isso é.

Certa vez, em um dos fóruns que participo, tivemos uma discussão acerca desse assunto. Para minha surpresa, um dos integrantes justificou que grande parte dos participantes eram estagiários e que erros desse nível era normal ocorrer, pois estavam aprendendo. Achei engraçado e ao mesmo tempo entrei em pânico, pois se eram estagiários, obviamente estavam em alguma faculdade. Ora, pelo que eu sei, a disciplina que mais pesa em um vestibular é o? PORTUGUÊS!!! Aeee!!! (mas pelo visto não era o caso deles).

Outro ponto levantado foi a justificativa de que existe muita literatura em Inglês e isso faz com que o Português fique de lado. Mais um motivo para entrar em total desespero. Quer dizer que se eu aprender o Inglês, devo esquecer meu idioma nativo? E se eu aprender outro idioma, devo esquecer o Inglês? Uma lógica um tanto quanto estranha…

Para aprendermos um outro idioma, necessariamente espera-se que pelo menos o SEU idioma seja dominado. Você fala e estuda ele desde que nasceu e TEM a OBRIGAÇÃO de saber ler, falar e escrever muito bem.

Peço por gentileza em nome de todos os profissionais, que como eu, gostam de ler bons textos. NÃO DETURPEM A LÍNGUA PORTUGUESA. Mesmo conhecendo “n” outros idiomas, moramos no Brasil, trabalhamos no Brasil, fazemos projetos no Brasil, isso por si só nos dá subsídio mais do que o suficiente para saber que, PRECISAMOS e DEVEMOS saber falar e escrever BEM o nosso rico e belo Português Brasileiro.

E para discontrair um pouco e refletirmos um pouco mais sobre o poder que tem uma vírgula. Dêem uma olhada abaixo:

1. Vírgula pode ser uma pausa… ou não.
– Não, espere.
– Não espere.

2. Ela pode sumir com seu dinheiro.
– 23,4.
– 2,34.

3. Pode criar heróis..
– Isso só, ele resolve.
– Isso só ele resolve.

4. Ela pode ser a solução.
– Vamos perder, nada foi resolvido.
– Vamos perder nada, foi resolvido.

5. A vírgula muda uma opinião.
– Não queremos saber.
– Não, queremos saber.

6. A vírgula pode condenar ou salvar.
– Não tenha clemência!
– Não, tenha clemência!

E por fim, como prêmio aos que conseguiram chegar ao final desse texto… Onde você colocaria a vírgula no texto abaixo?

SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM A MULHER ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA.

 

Aguardo o resultado nos comentários.

Abraços e até a próxima!!!

Anúncios

Sobre Edwagney Luz

Consultor em Tecnologia da Informação. Especialista em Qualidade e Teste de Software. Empreendedor, Pesquisador, Professor e Palestrante. Sócio na Qualyx Educação e Tecnologia. Head em Qualidade e Teste de Software no UBS Brasil. Graduado em Ciência da Computação pela PUC Goiás. Pós-graduado em Engenharia de Software pela Unicamp, Gerenciamento de Sistema de Informação pela PUC Campinas. MBA em Gestão da Tecnologia da Informação pela FIA-USP. Assuntos de interesse: Administração e Negócios, Empreendedorismo, Liderança e Gestão de Pessoas, Planejamento Estratégico, Governança de TI, Auto-Conhecimento, Coaching.

Discussão

13 comentários sobre “Uma vírgula, muda tudo!

  1. Olá Edwagney,

    eu li tudo sim, e colocaria a vírgula após a palavra mulher. Mas isso porque sou mulher :). Conheço bem essa pegadinha, e sei que o lugar onde se coloca a vírgula pode mudar o significado da expressão por completo.
    Gostei muito do seu post, muito bem fundamentado, e te peço licença pra colocar ele como está, no meu blog, com a sua autoria, claro.
    Esse tema, abordado como você abordou, me fez pensar “poxa, como não pensei nisso antes?”. Além de Analista de Qualidade, sou graduanda do curso de licenciatura em inglês, estou me preparando pra futuramente ser uma professora, e uma das disciplinas aborda isso, o uso do português no nosso cotidiano, apesar da influência do inglês e do “internetes”. As pessoas acabam mesmo misturando tudo infelizmente, e acaba que a comunicação muitas vezes se torna ineficaz, confusa, e até mesmo, anulada por conta dos neologismos e gírias.
    Parabéns pelo post!!
    Abraços
    Fernanda

    Curtido por 1 pessoa

    Publicado por Fernanda | agosto 4, 2010, 14:57
    • Olá Fernanda… Boa noite!
      Tudo bem?

      Pôxa, aí não vale, você já conhecia a brincadeira… hehehe

      Obrigado pela visita e obrigado também pelo comentário.
      Realmente algo que não mencionei no post, mas que sempre observo nos e-mails é o “internetês”. Uma coisa é estarmos em um bate-papo informal via MSN ou e-mail e usarmos “vc”, “tb” e etc. Nesse caso eu uso e uso muito, principalmente se escrevo isso via “smartphone”. Isso facilita.
      Agora, usar esses termos em e-mails formais, documentações, é algo inadmissível no meu ponto de vista.
      Errar é humano e todos nós erramos. Se for analisar meu texto deve ter uma série de erros também. A questão é ter o foco de tentar fazer o básico corretamente. o que vejo hoje em dia, está longe disso. Infelizmente.

      Sobre publicar o texto, pode publicar sim, claro. Sem problemas!
      Sou da área de TI, e ao contrário do que muitos pensam dentro dela, prezo pelo idioma bem falado e escrito. Quanto mais divulgar isso, melhor pra gente. Se temos na veia o quesito qualidade, que seja em tudo o que fazemos. Temos que ser exemplo, concorda? 😉

      Abraços e novamente grato pela visita.
      Ed.

      Curtir

      Publicado por edwagney | agosto 4, 2010, 22:28
  2. Muito legal o post Edwagney! Parabéns!

    Também colocaria a vírgula depois de “mulher”, até porque, se colocasse depois do “tem”, seria uma frase bem machista e estranha. Uma vez, que o homem sabendo o seu valor, não faria com que a mulher mudasse o seu comportamento, ou seja, a mulher deveria saber o valor do homem, para mudar a sua opinião. :S

    É interessante notar, que a área de TI está cada vez mais humana. E saber se comunicar é essencial para um profissional de TI, uma vez que o nosso trabalho depende da comunicação e é fortemente influenciado pela qualidade na comunicação. Afinal, uma vírgula no lugar errado, pode gerar um entendimento errado do requisito e fazer com que a pessoa codifique uma lógica errada, e assim gerará retrabalho.

    Abraços!

    Curtido por 1 pessoa

    Publicado por Fabrício Ferrari de Campos | agosto 5, 2010, 15:09
  3. Um lider de projeto passa 90% do seu tempo comunicando-se com os envolvidos. Saber escrever com objetividade, clareza e de maneira correta, é fundamental para o sucesso do projeto. Um vírgula muda tudo! Parabéns pelo post.

    Sobre a posição da vírgula, concordo com a justificativa do Fabricio Ferrari.

    Forte Abraço!

    Curtido por 1 pessoa

    Publicado por Renato Borges | agosto 11, 2010, 14:09
    • Olá Renato.

      Obrigado pelo comentário e pela visita.
      Você levantou um ponto interessantíssimo. Comunicação da liderança perante seus comandados e equipes em um projeto. Se não for efetiva, a coisa desanda. o que me intriga bastante é que em todas as pessoas envolvidas em projetos sabem que comunicação é o calcanhar de Aquiles, seja ela da forma que for, falada ou escrita. Quando melhor for, mais efetiva será.

      Um grande abraço.
      Edwagney

      Curtir

      Publicado por edwagney | agosto 11, 2010, 14:13
  4. Ameeii!!!
    Concerteza a vírgula depois da palavra mulher.

    Curtido por 1 pessoa

    Publicado por Mayara Maria | outubro 15, 2013, 14:17
  5. E QUANDO O HOMEM E A MULHER TEVER OS MESMOS VALORES, ONDE COLOCAREMOS ESSE VÍRGULA ?

    Curtido por 1 pessoa

    Publicado por brivaldo moreira de barros | julho 11, 2014, 16:55
    • Acredito que valores temos os mesmos, sejam mulheres ou homens. Parto do princípio de que todos são humanos.
      Mas sabemos que no mundo temos pessoas que não pensam assim, o que é uma pena. Mas tendo os mesmos valores, não há necessidade nem da frase e nem da vírgula, pois ambos teriam o mesmo valor perante um ao outro. 😉

      Obrigado pelo comentário. Gerou reflexão em algo que seria apenas como brincadeira gramatical. 🙂
      Abs.

      Curtir

      Publicado por Edwagney Luz | abril 27, 2015, 16:41
  6. Boa tarde DRº edwargne!
    Colocaria a vírgula, logo depois
    Se o homem soubesse, o valor que tem, a mulher andaria de quatro, a sua procura.

    Curtir

    Publicado por Mendes | abril 25, 2015, 15:08
  7. Gostei do texto e do blog. Parabéns.
    Faço apenas uma ressalva e creio, certamente, que houve engano de digitação: ao final do texto há a palavra inexistente “DISCONTRAIR”. O correto é DESCONTRAIR.
    Abraço e parabéns novamente!

    Curtir

    Publicado por Dorival Sepulveda Villatoro | outubro 5, 2015, 15:44
  8. SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM, A MULHER ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA.

    Curtir

    Publicado por Donizete Bezerra Lima | setembro 10, 2017, 12:30

Trackbacks/Pingbacks

  1. Pingback: O valor de uma vírgula « The Ladybug blog - agosto 5, 2010

  2. Pingback: O melhor da semana 01/08 a 07/08 « QualidadeBR - agosto 8, 2010

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Autor


Consultor em Tecnologia da Informação. Especialista em Qualidade e Teste de Software. Empreendedor, Pesquisador, Professor, Palestrante. Sócio na Qualyx Educação e Tecnologia. Head em Qualidade e Teste de Software no UBS Brasil. Graduado em Ciência da Computação pela PUC Goiás. Pós-graduado em Engenharia de Software pela Unicamp, Gerenciamento de Sistema de Informação pela PUC Campinas. MBA em Gestão da Tecnologia da Informação pela FIA-USP.

Assuntos de interesse: Administração e Negócios, Empreendedorismo, Liderança e Gestão de Pessoas, Planejamento Estratégico, Governança de TI, Auto-Conhecimento, Coaching.

Artigos

agosto 2010
S T Q Q S S D
« jul   set »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Twitter

Follow Edwagney Luz on WordPress.com
%d blogueiros gostam disto: